abril
17
2013

Chicago galore
17 abril 2013
por Laurence Ogiela

Chicago galore

Celebra o seu 175º aniversário este ano, e é aqui que a famosa Rota 66 começa. Barack Obama chama-lhe "Casa", e diz-se que é uma mini Nova Iorque. A terceira maior cidade dos Estados Unidos e a capital do Midwest, Chicago estende-se ao longo do Lago Michigan. E a sua linha do horizonte é quase tão impressionante como a de Manhattan. Acima de tudo, Chicago tem algo que Nova Iorque inveja: a sua qualidade de vida.

É certo que a cidade é conhecida por ser ventosa, mesmo gelada no Inverno. Mas da Primavera ao Outono, torna-se particularmente agradável. Os seus 24 quilómetros de praia, os seus parques e o seu caminho de bicicleta ao longo do lago estão sempre cheios.

Renovação urbana
Quando te aproximas pela primeira vez, és imediatamente atingido pela linha de arranha-céus que subitamente se elevam acima das grandes planícies do Médio-Oeste. Pois, tal como a sua rival Nova Iorque, Chicago é uma cidade vertical. E foi Chicago que lançou as bases para a construção dos arranha-céus, muito antes de Nova Iorque.

Hoje em dia ainda tem quatro dos edifícios mais altos do mundo. O edifício mais icónico da cidade, a Torre Willis de 443 metros, mais conhecida como Torre Sears, permaneceu o edifício mais alto do mundo até 1998 quando foi destronada pelas Torres Petronas em Kuala Lumpur, Malásia. Esta elegante torre negra e o seu concorrente, o igualmente negro mas mais baixo John Hancock Tower, marcam os limites do centro de Chicago. No 103º andar da Sears Tower, a uma altura de 412 metros, Chicago revela a sua anatomia de vidro e aço. Para os que procuram emoção, gaiolas transparentes sobressaem da fachada da torre, dando a sensação de caminhar acima do vazio.

gay chicago
Vista aérea do Sul de Chicago © Cidade de Chicago

A partir do miradouro da Torre John Hancock, tens uma vista aérea do centro da cidade de um lado e da Costa de Ouro e das suas praias do outro. Para teres uma visão completa da riqueza arquitectónica da cidade, deves fazer um cruzeiro temático no rio Chicago. Ali, edifícios de diferentes estilos e períodos seguem um ao outro: o Edifício do Joalheiro, no estilo renascentista europeu dos anos 20, que albergou o Speakeasy de Al Capone, ou a Trump Tower, o segundo arranha-céus mais alto de Chicago, concluído em 2009.

Paradoxalmente, longe do centro da cidade em Oak Park, outro arquitecto de renome, Frank Loyd Wright, reinventou a horizontalidade com as suas casas de pradaria baixas, que também podes visitar. E, como toda a construção recente em grande escala deve ser acompanhada por uma obra de arte contemporânea, Chicago tem uma série de esculturas grandiosas nas suas ruas por Calder, Chagall, Picasso...

Nos últimos dez anos, o ex-prefeito Richard M. Daley reabilitou a frente do lago e o centro da cidade, onde criou o Parque Millennium, que agora cobre as antigas linhas férreas que costumavam correr ao longo da Avenida Michigan. Também aqui existem realizações arquitectónicas originais como o Pavilhão Jay Pritzker e a Ponte BP de Frank Gehry, e obras de arte contemporânea deslumbrantes como The Crown Fountain.

Mas o feito mais incrível é o Anish Kapoor's Cloud Gate, apelidado de Bean por causa da sua forma. Reflecte admiravelmente a linha do horizonte de Chicago que se destaca através da vegetação do parque. O presidente da câmara não só reabilitou a cidade, que já foi industrial e necessitou de reparação, como também a tornou uma das mais verdes dos Estados Unidos.

O primeiro bairro gay
Chicago é também uma das cidades mais amigas dos gays nos Estados Unidos. O epicentro da vida gay é a Boystown, um metro ou táxi de 15 minutos a partir do centro da cidade. Linha de negócios LGBT Halsted Street e Broadway, entre Belmont e Addison. A vizinhança é particularmente fácil de identificar pois apresenta pilares Art Deco nas cores da Bandeira do Arco-Íris.

gay beach chicago laurence ogiela
A praia gay de Chicago © Laurence Ogiela

Chicago foi a primeira cidade americana a reconhecer oficialmente a existência de um bairro gay. É também a cidade que organiza um dos mais antigos festivais de cinema gay e lésbico, o Festival Reeling, que celebrou o seu 30º aniversário em Novembro do ano passado. Boystown e a área de Andersonville, ainda mais a norte, também têm a maior concentração de proprietários gays nos EUA.

Andersonville já foi o território da comunidade sueca antes de ser invadido por lésbicas, logo seguida por gays. "Andersonville é mais calmo que a Boystown", diz Benjamin Kelner, um empregado do gabinete de turismo da cidade e residente da zona. "Festejamos em Boystown aos sábados à noite e almoçamos em Andersonville aos domingos de manhã. Além disso, a praia gay fica mesmo ao fundo da estrada na Hollywood Street. "A praia é tomada no Verão por uma multidão de homens bonitos, que nadam nas águas frias do Lago Michigan contra o pano de fundo da linha do horizonte de Chicago.

Foto principal © Laurence Ogiela

Weere, seu companheiro de aventura por misterb&b

Weere é a mais nova característica do misterb&b conectando a comunidade global LGBTQ+. Pesquise locais e visitantes LGBTQ+, e conecte-se para explorar juntos. Encontre um companheiro do outro lado da rua ou do outro lado do mundo com quem possa compartilhar a aventura. Junte-se e tenha a opção de publicar sua viagem para uma comunidade de mais de 900.000 pessoas. Cadastre-se gratuitamente ou faça o login com sua conta misterb&b..

Manter em contato
Instagram Facebook Twitter

Qualquer que seja o destino da sua viagem, não se esqueça de nos adicionar no Instagram, Facebook e Twitter e de partilhar as suas fotos de viagem através do hashtag #ExperienceYourPride. Nós iremos partilhar as melhores imagens com a nossa comunidade global de viagens LGBT! Descreva a sua experiência como anfitrião ou ofereça Dicas Locais sobre o que fazer na sua cidade, e crie um vídeo para promover o seu anúncio. Interessado? Envie um email para stories@misterbandb.com e nós entraremos em contato consigo.

Propaganda
Fique gay em...
-
Propaganda